Arc Design

Busca D

Acompanhe

Rss Twitter Facebook

REVISTAREVISTA

Belos e Benditos
30/01/2012

Conjunto de suítes com interior em peroba do campo e cortinas de linho na decoração

Todos nós vivemos entre objetos e dividimos com eles o nosso espaço. Com eles, desenvolvemos relações não apenas de uso, mas também emocionais. Com o tempo, objetos podem tornar-se verdadeiros amigos que nos acompanham.

Serão supérfluos? Penso no momento atual, em que temos a responsabilidade de bem-utilizar os recursos do planeta, e é a expressão menos a que mais que me orienta. Já não precisamos de muita coisa, só daquilo que é especial.

Em minha casa, em São Paulo, alguns objetos são hoje especiais. Uma reedição da poltrona Bowl, de Lina Bo Bardi, banquinhos dos povos nômades do deserto africano, a mesa de marceneiro muito simples – do início da carreira de Carlos Motta –, um piano, uma luminária e um vaso Murano de Tobia Scarpa. São úteis e confortam o espírito. São objetos amigos. São objetos do mais puro design.

Já no Vila Naiá, hotel que construí no sul da Bahia, optei por materiais nobres na construção dos quartos e pelo menor número possível de coisas em seu interior. As paredes, o piso, o teto, tudo é feito de madeira reutilizada, matéria-prima que preenche e conforta. Os quartos contêm apenas cama, armário, espelho, mesa e luminária. Nada mais. Não há “decoração”, de modo que os hóspedes possam descansar o corpo, o olhar e o espírito. Nas áreas sociais, utilizamos para piso materiais locais como mármore e pedra, ambos do Espírito Santo, próximo ao hotel.

Mesa Saarinen e cadeiras Cesca, design Marcel Breuer, que ambientam a sala de jantar na casa de Renata Mellão, em São Paulo;
E a reedição da poltrona Bowl, de Lina Bo Bardi, em tecido, que é um dos mimos no "cantinho" da artista plástica paulista.

Um espaço inundado de objetos e carregado de informações esvazia a pessoa que ali entra. “Desnudando” este espaço, as pessoas e a natureza tornam-se protagonistas. Desta relação equilibrada entre meio (vegetação nativa), objetos e pessoas, surge a harmonia necessária para o bem-estar que todos nós buscamos. Seria a definição de viver com design?

 

voltar
Twitter Facebook

TambémTAMBÉM

NESTA EDIÇÃO

ARC DESIGN Edição 75

Seis mil mudas de Sausevieria trifasciata!

Design: Presente e Futuro

Casa Brasil: Um reflexo de bons trabalhos

Espaço de realidades e inspirações

Oportunidade para todos

Design Concreto

Ela é Carioca

Dcore - Ousadias em Brasília

Design Italiano para a sustentabilidade

Um compasso de ouro

Centenário de Kaj Frank

A cidade: semana D em Curitiba

Celeiro de novos aprendizados

Nada mais entre quatro paredes

Projeções para um país do futuro

Para falar de Berlim

Desenho de fibra

Ásia diário de bordo

CADASTRE-SE

Receba nossos informativos